quinta-feira, 7 de novembro de 2013

INIGUALÁVEL PEREGRINAÇÃO



Em cada nascimento se inicia uma viagem, uma peregrinação; em cada vida existe um manancial inesgotável de possibilidades, realizações; sonhos, a disposição do peregrino (a), cabe a cada um de nós o empenho de realizá-los; somos como lousas em branco, para escrevermos com as nossas próprias mãos as nossas histórias.
 
A cada dia, a cada momento, um choro é entoado, mais um bebê vem ao mundo;  o milagre da vida acontece e se renova;  nunca devemos esquecer e agradecer a Deus por essa grandiosa dádiva, de existir, e ser uma pequena e singular peça de uma engrenagem maior; por menor que seja o nosso ato, tem ressonância no universo.
 
Também devemos lembrar que por nós, o Senhor Jesus foi imolado, sacrificado, para que nós tivéssemos vida, não uma vida efêmera, uma vida que se esvai, mas sim uma vida eterna, cheia de abundância ao seu lado.
 
Eu, você, nós, somos os motivos do Verbo ter se tornado carne, homem e habitado entre nós;  nós somos responsáveis por essa maravilhosa incursão de Cristo a nossa esfera tão densa; agradeça e jamais se esqueça dessa maravilhosa glória e graça.
 





E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1:14



'5 – Lembra-te

Lembra-te, ó Jesus piedoso, que fui a causa de tua peregrinação, não me perca naquele dia.
 
Procurando-me, ficaste exausto me redimiste morrendo na cruz que tanto trabalho não seja em vão'. (Réquiem- Mozart)




 
 
 
 
 

Um comentário: